• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Agricultora familiar cearense participa de evento da ONU na Itália

Rosângela Moura integra a direção colegiada da Fetraece e participa da conferência em Roma pela segunda vez, a convite do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), órgão pertencente à ONU

Publicado: 10 Setembro, 2018 - 15h30 | Última modificação: 18 Setembro, 2018 - 15h22

Escrito por: Fetraece

DivulgaçãoDivulgação
Rosângela Moura foi uma das palestrantes do painel sobre Mudanças Climáticas e Agricultura Familiar.

 

A Secretaria de Política Agrária e Meio Ambiente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece), Rosângela Moura, participou nesta segunda-feira (10/9), em Roma, na Itália, da Conferência Internacional sobre o "Dia das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul e Triangular. No evento, Rosângela Moura representou a agricultura familiar e o movimento sindical rural brasileiro.

A Secretária da Fetraece foi uma das palestrantes do painel sobre Mudanças Climáticas e Agricultura Familiar. Esta foi a segunda vez (2017 e 2018) que Rosângela participa da conferência em Roma, a convite do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), órgão pertencente à Organização das Nações Unidas (ONU). A Fetraece também já representou a agricultura familiar brasileira na ONU em outra ocasião, no ano de 2014, com o então presidente e atual secretário de Finanças da entidade, Luiz Carlos Ribeiro de Lima. Os convites demonstram a força e qualidade da Fetraece na defesa dos agricultores e agricultoras familiares.

Durante a apresentação no painel da Conferência Internacional da ONU para Cooperação Sul-Sul e Triangular, Rosângela Moura denunciou os constantes ataques que a classe trabalhadora tem sofrido após o Golpe de 2016, que retirou da Presidência do Brasil Dilma Rousseff, e pediu por Lula Livre, destacando que o ex-presidente, responsável por iniciar o trabalho que chegou a tirar o Brasil do mapa da fome da ONU durante o Governo Dilma, foi preso sem provas.