• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Ceará: 1° de Maio Solidário 2021 reivindica democracia, emprego e vacina para todos

A atividade será transmitida, a partir das 10h, pelas redes da CUT Ceará, além dos canais no Youtube e redes sociais do movimento sindical e dos movimentos sociais

Publicado: 27 Abril, 2021 - 17h23 | Última modificação: 01 Maio, 2021 - 20h21

Escrito por: Tarcísio Aquino/CUT-CE

notice

A CUT Ceará, a Frente Brasil Popular, a CTB e o Coletivo Travessia, pelo segundo ano consecutivo, farão o ato do Dia Internacional do Trabalhador no formato virtual. Neste momento em que o Brasil ultrapassa 402 mil mortes por Covid-19, o tema é 1° de Maio solidário pela Vida - Emprego, Renda, Cidadania, Democracia, Justiça e Vacina para Todos e Todas.

A atividade será transmitida, a partir das 10h, pelas redes da CUT Ceará, além dos canais no Youtube e redes sociais do movimento sindical e dos movimentos sociais. O diferencial deste ano será a presença de apresentadores e artistas em estúdio.

O programa será ancorado pela jornalista Luizete Vicente e pelo influencer e youtuber Léo Suricate. O ato tem previsão de duas horas e meia de duração com falas de dirigentes sindicais das centrais, parlamentares e lideranças partidárias e de movimentos sociais.

Atrações culturais

Assim como nas edições anteriores, músicos de diferentes estilos, atrizes e dançarinas se apresentarão durante a live dos trabalhadores, segundo Ticiana Studart, representante da Frente Brasil Popular Ceará. Nayra Costa, Cris Malagueta, Princesas do Passinho, Batuque de Mulher, Ecila Menezes, Zé Vicente e a dupla Gabriela Mendes e Freitas Filho são algumas das atrações já confirmadas. “Estamos fechando os últimos detalhes para a apresentação de todas e todos os artistas”, informou Ticiana Studart.

Gabriela Mendes e Freitas Filho farão participação ao vivo durante a live

Debate

A programação contará também com debate sobre a reabertura das escolas no período de pandemia, com a participação de Ana Cristina, presidenta do Sindicato Unico dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute), Enedina Soares, presidenta da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Graça Costa, secretária de organização e política sindical da CUT Brasil e de Wil Pereira, presidente da CUT-CE, que fará a mediação.

 

Solidariedade

Além de lutar pelo auxilio emergencial de, no mínimo, R$ 600, como foi aprovado no ano passado, após luta da CUT e das centrais junto ao Congresso, a Central e movimento sociais têm intensificado as ações solidárias que visam socorrer quem mais precisa nessa hora. Neste sentido, o 1º de Maio Solidário 2021 está promovendo uma campanha solidária para arrecadar doações de alimentos que serão distribuídos para trabalhadores informais, desempregados e pessoas de baixa renda em Fortaleza e no interior do Estado.

De acordo com Wil Pereira, presidente da CUT Ceará, a falta de políticas públicas planejadas e consistentes para atender as principais vítimas das consequências da pandemia do novo coronavírus contribuem para o genocídio causado pela omissão do governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL).

“As ações de solidariedade promovidas pela CUT, pelo movimento sindical e pelos movimentos sociais são essenciais para salvar vidas. Sem elas estaríamos ainda mais vulneráveis as omissões do genocida Jair Bolsonaro”, afirmou o dirigente sindical, ao destacar que a campanha de solidariedade será realizada durante todo o mês de maio.

 

Ficha do evento:

✓Live do 1º de Maio Solidário 2021

✓ Pela Vida. Emprego, Democracia e Vacina para Todos

✓ Sábado (01/05), a partir das 10h

✓ Transmissão – CUT Ceará, Facebook e Youtube de entidades filiadas e parceiras

Doe

CUT Ceará

CNPJ 60.563.731/0033-54

Banco do Brasil

Agência 3253-0

Conta corrente 27.184-5

Assista a live completa