• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT-CE é parceira da Fetraece na realização da maior feira da agricultura familiar do estado

Feira Cearense da Agricultura Familiar chega à 11ª edição com 25 mil visitantes. Ao todo, 340 expositores participaram do evento de 13 a 15 de julho, realizado pela Fetraece, em parceria com a CUT-CE

Publicado: 16 Julho, 2018 - 17h30

Escrito por: Raquel Chaves/CUT-CE, com informações da Fetraece

notice

Estande da CUT-CE atraiu cerca de 1.500 visitantes por dia na 11Estande da CUT-CE atraiu cerca de 1.500 visitantes por dia na 11

Estande da CUT-CE recebeu mais de 1.500 visitantes por dia no Parque de Exposições Governador César Cals, em Fortaleza, onde ocorreu a 11ª edição da Feira Cearense da Agricultura Familiar (Feceaf), no último fim de semana. Entre os dias 13 e 15 de julho, a Central estadual foi parceira da feira, realizada anualmente pela Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece). Ao todo, 25 mil pessoas visitaram a Feira, que reuniu 340 expositores de todas as regiões do estado.

 

 

“Para nós, são imensos o orgulho e a alegria de contribuir novamente para a realização desta feira. Os rurais compõem um ramo CUTista forte e atuante e seguiremos com ele sempre”, destacou o presidente da CUT-CE, Wil Pereira, que participou do evento junto com outros dirigentes CUTistas e a ex-presidente da Central no Ceará, Joana Almeida, atualmente assessora de Juventude da Fetraece.

 

Presidentes da CUT-CE (Wil Pereira) e da Fetraece (Raimundo Martins) destacam parceria (Foto: Oliane Silva Pinto)Presidentes da CUT-CE (Wil Pereira) e da Fetraece (Raimundo Martins) destacam parceria (Foto: Oliane Silva Pinto)O estande da CUT-CE foi montado com quatro propósitos principais: fortalecer a campanha Lula Livre no Ceará; mobilizar para as lutas no dia 10 de agosto - Dia do Basta; ampliar o debate eleitoral da Plataforma da Classe Trabalhadora no Ceará; e reforçar a interiorização da Central no estado a partir do movimento sindical rural da agricultura familiar. “A centralidade da luta contra o golpe em curso no Brasil exige que o atual debate eleitoral seja definido com resistência e mobilização da classe trabalhadora. Nesses dois anos de pós-golpe, o trabalhador teve várias perdas”, afirmou Wil Pereira, em referência à Plataforma – o documento também foi distribuído no estande.

 

Segundo o secretário de Política Agrícola da Fetraece, José Francisco de Almeida, os 340 expositores vieram de todas as regiões do estado. “Foi, como sempre, uma experiência rica sob todos os aspectos. As pessoas que moram na cidade puderam conhecer e conversar com quem produz e comprar produtos diretamente deles – os agricultores e as agricultoras”, destacou o dirigente. 

 

Feceaf tambFeceaf tambMais sobre a Feceaf e a agricultura familiar

os 340 expositores/as da XI Feceaf levaram produtos de origem agrícola, animal e artesanal, sendo 40 deles expositores/as de ovinos e caprinos e vários de equipamentos apropriados para a agricultura familiar. Esta edição da Feira contou, além do estande da CUT, com praça de alimentação, casa de farinha e engenho. Várias atrações também envolveram o evento, como quadrilhas juninas, show da banda Alfazemas e de Bete Nascimento (ex-Mastruz com Leite), festival de degustação de queijos e derivados de leite de cabra, cortejo da Marcha das Margaridas, apresentação de reisado e transmissão da final da Copa da Rússia.

 

No campo ou na cidade, 70% dos alimentos que vão para a mesa dos brasileiros têm origem na agricultura familiar, Segundo dados do Censo Agropecuário de 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Ainda segundo o Censo, a agricultura familiar é a base da economia dos pequenos municípios brasileiros e é responsável pela renda de 40% da população economicamente ativa no meio rural e movimenta 55,2 bilhões de dólares por ano no Brasil. 

carregando