• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Fetamce realiza encontro regional em Umirim

A atividade reuniu dirigentes sindicais representantes dos sindicatos de servidores municipais da região de Itapipoca

Publicado: 16 Janeiro, 2020 - 16h28 | Última modificação: 21 Janeiro, 2020 - 10h10

Escrito por: Redação CUT

Fetamce/Divulgação
notice

O secretário de administração e finanças da CUT Ceará, Emanuel Lima, participou na manhã desta quinta-feira (16/1), do Encontro Regional da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (FETAMCE), realizado em Umirim.

Conduzido pela presidenta da Fetamce e secretária de formação da CUT, Enedina Soares, o seminário reuniu representantes de sindicatos de servidores públicos da região de Itapipoca para debater sobre conjuntura política, plataforma da classe trabalhadora para as eleições 2020 e planejar o lançamento da campanha salarial 2020 da categoria na região.  A atividade também contou com a participação de Ninívia Maciel, diretora estadual da CUT-CE.

Encontros regionais

A Regional Itapipoca foi a primeira contemplada com o evento que lança junto aos sindicatos filiados na sub-representação da entidade as propostas da Campanha Salarial deste ano, que carrega o slogan: A Esperança Tá na Rua – É tempo de derrotar o neoliberalismo e defender o serviço público.

Além de debater o referencial da mobilização por direitos nas negociações salariais deste ano, as organizações integrantes da Federação foram provocadas a avaliar o desfecho da Campanha Salarial 2019.

Acompanhe a agenda de encontros, que, ao final, percorrerá dez macrorregiões do Ceará:

Data

Regional

Local

16/01

Regional Itapipoca

Umirim

20/01

Regional Sobral

Santa Quitéria

21/01

Regional Ibiapaba

Tianguá

22/01

Regional Crateús

Crateús

28/01

Regional Sertão Central

Boa Viagem

03/02

Regional Maciço

Baturité

04/02

Regional Metropolitana

Fortaleza

05/02

Regional Jaguaribe

Jaguaribara

06/02

Regional Iguatu

Icó

07/02

Regional Cariri

Caririaçu

Como de praxe, as atividades contam com a análise da conjuntura politica e econômica do país e o impacto nos municípios. Foram debatidas as propostas que estão no Congresso Nacional das reformas sindical, administrativa e tributária; realizado um balanço do primeiro ano do governo Bolsonaro, que impôs uma série de retrocessos para a classe trabalhadora, a exemplo da reforma da Previdência, das diversas Mas que promoveram mini-reformas trabalhistas e das privatizações; análise de como está o fluxo de repasses federais; e perspetivas para o financiamento da educação e da saúde, com as ameaças de restrições ao Novo Fundeb e à manutenção do atual formato do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com informações da Fetamce