• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

#NãoMexaNaAposentadoria - Ceará mobiliza classe trabalhadora da capital e interior em dia nacional de protestos

Nesta terça-feira, 5 de dezembro, Fortaleza colocou 5 mil pessoas nas ruas em ato contra a Reforma da Previdência, convocado pelas centrais sindicais e Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo

Publicado: 05 Dezembro, 2017 - 16h39

Escrito por: CUT-CE/CUT Brasil

notice
Ato em Fortaleza durou toda a manhAto em Fortaleza durou toda a manh
 
#NãoMexaNaAposentadoria foi o grito das ruas e das redes nesta terça-feira, 5 de dezembro. O Ceará está  mobilizado contra a Reforma da Previdência, a exemplo de todos os outros estados brasileiros. Em Fortaleza, cerca de 5 mil pessoas participaram do ato pacífico contra a reforma, que teve início no cruzamento das avenidas 13 de Maio x Universidade, no Benfica, e seguiu pelas ruas do Centro da capital até se encerrar em frente ao prédio do INSS.
 
"Temos de construir e seguir a unidade. Assim, quem sai ganhando é todo o movimento sindical e, consequentemente, a classe trabalhadora. Enquanto o Congresso e Michel Temer continuarem ameaçando nossa aposentadoria, não daremos descanso", afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores no Ceará (CUT-CE), Wil Pereira. "O inimigo não está dormindo. Por isso, não podemos descansar", reiterou Luciano Simplício, presidente da Central dos Trabahadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) no Ceará.
 
 
Caminhada em Fortaleza percorreu avenida da Universidade e seguiu em direCaminhada em Fortaleza percorreu avenida da Universidade e seguiu em direEnquanto o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anuncia que vai votar a Reforma da Previdência na próxima semana, a CUT, o movimento sindical e popular mobilizam o país, reafirmando: “se botar para votar, o país vai parar”.
 
 
Na manhã desta terça-feira, foram realizados atos, paralisações, fechamento de rodovias e muitas manifestações em várias capitais e cidades de todo o Brasil contra a PEC 287, que trata de mudanças de regras que vão restringir a concessão do benefício e até acabar com o acesso à aposentadoria de milhões de trabalhadores e trabalhadoras.
 
Em Quixeramobm, trabalhadores da fEm Quixeramobm, trabalhadores da f
Outras cidades cearenses também registraram atos/debates/manifestações, a exemplo de: Quixeramobim, Itapipoca, Crato, Barbalha, Brejo Santo, Caucaia, Crateús, Iguatu, Quixadá, 
Redenção e Russas. 
 
As vozes das ruas e das redes com a hashtag #NãoMexaNaAposentadoria deixaram um recado bem claro aos deputados e deputadas: “Quem votar, não volta”, se referindo as eleições de 2018 ano em que muitos deputados tentarão a reeleição.
 
 
 
(*) VEJA MAIS FOTOS DA MANIFESTAÇÃO NA FANPAGE DA CUT-CE OU AINDA EM NOSSAS CONTAS NO TWITTER E NO INSTAGRAM
carregando
carregando