• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

CUT Ceará se solidariza com Camilo Santana, que foi ameaçado de morte

O chefe do Executivo cearense foi alvo de ameaças de grupos que se posicionam contra as medidas sanitárias de combate ao Coronavírus

Publicado: 30 Março, 2021 - 11h38 | Última modificação: 30 Março, 2021 - 12h05

Escrito por: Redação CUT

notice

A Central Única dos Trabalhadores (CUT-CE) externa toda sua solidariedade ao governador Camilo Santana (PT), que vem sendo alvo de ameaças de morte nas redes sociais por estar conduzindo a luta contra a crise sanitária em favor da vida e da saúde de todas e todos os cearenses.

Esse ataque é resultado das ações negacionistas promovidas pelo governo genocida de Jair Bolsonaro (ex-PSL), que continua ignorando a gravidade da crise sanitária e incentivando seus grupos mais radicais para que se posicionem contra prefeitos e governadores que estão adotando medidas sanitárias mais severas para conter o avanço da doença em seus territórios.

A CUT Ceará condena veemente a covarde ação que agora está sendo investigada pela Polícia Civil e considera que essas tentativas de intimidação ferem frontalmente todos os princípios éticos e democráticos que devem nortear a vida entre todos os cidadãos.

É inadmissível que, diante do agravamento da pandemia do Coronavírus no Brasil e, em especial no Ceará, ao invés de se solidarizar com as mais de 315 mil famílias que perderam seus entes queridos, grupos que negam a vida e a ciência continuem atacando de forma irresponsável aqueles que estão há mais de um ano na linha de frente no combate à Covid-19.

Não podemos mais tolerar essas atitudes fascistas, não há mais tempo a perder, vidas estão sendo perdidas. Basta de irresponsabilidade, é hora de uma grande união em prol da rápida e urgente vacinação de toda a população brasileira para que muito em breve possamos vencer essa difícil batalha.

Aos prefeitos, parlamentares, instituições e governadores que estão firmes na defesa da democracia, da ciência e da vida, o nosso total apoio e solidariedade.

Juntos somos mais fortes!

 

Direção-executiva da CUT-CE

Fortaleza, 30 de março de 2021